Coçar a superfície da erupção cutânea: causas, sintomas e tratamento

A erupção cutânea, também conhecida como calor espinhoso, é uma condição comum da pele que ocorre quando as glândulas sudoríparas ficam bloqueadas, causando irritação e vermelhidão na área afetada. Na maioria dos casos, a erupção cutânea não é grave e pode ser controlada em casa com medidas de tratamento simples, mas também pode ser desconfortável e incômoda. Nesta postagem do blog, examinaremos mais de perto as erupções cutâneas e examinaremos suas causas, sintomas e tratamentos. Também forneceremos algumas dicas para prevenir a erupção cutânea e como tratá-la quando ocorrer.

O que é erupção cutânea?

A erupção cutânea, também conhecida como miliária, é uma condição comum da pele que ocorre quando o suor fica preso sob a superfície da pele. É mais comumente visto em bebês, mas também pode afetar adultos. A erupção cutânea é caracterizada por pequenas protuberâncias vermelhas ou rosadas na pele que podem causar coceira ou desconforto. Pode ocorrer em qualquer parte do corpo, mas é mais provável que apareça em áreas propensas ao suor, como pescoço, tórax, virilha e axilas.

A erupção cutânea pode variar de leve a grave e pode até causar febre ou calafrios. A erupção cutânea é mais frequentemente causada por exposição prolongada a altas temperaturas ou transpiração excessiva, especialmente em clima quente e úmido. É importante conhecer os sinais e sintomas da erupção cutânea para que você possa tomar medidas para preveni-la e tratá-la.

Quais são os sintomas da erupção cutânea?

A erupção cutânea pode causar uma série de sintomas desconfortáveis. Geralmente, é caracterizada por pequenas protuberâncias vermelhas ou bolhas na pele. Esses inchaços podem causar coceira, dor e/ou formigamento. Em alguns casos, eles também podem vazar fluido. A erupção cutânea também pode causar sensações de queimação ou picadas.
Além da erupção em si, você pode ter outros sintomas relacionados, como febre, dor de cabeça, tontura e/ou calafrios. Outros sinais comuns de brotoeja incluem inchaço e/ou vermelhidão da pele na área afetada.
Finalmente, se a erupção for grave, você pode notar um cheiro desagradável devido à bactéria que se desenvolve em sua pele em condições quentes e úmidas. É importante observar que a erupção cutânea pode se desenvolver em qualquer parte do corpo, mas é mais provável que ocorra em áreas onde as glândulas sudoríparas estão ativas, como pescoço, tórax, virilha, parte interna das coxas, axilas e parte posterior dos cotovelos. Além disso, é mais provável que a erupção cutânea afete crianças, idosos e pessoas com sistema imunológico enfraquecido.
Para tratar casos leves de erupção cutânea em casa, tente tomar banhos ou duchas frias e usar sabonetes e loções não irritantes. Você também deve evitar atividades que o façam suar excessivamente e usar roupas respiráveis, como roupas de algodão. Além disso, usar ventiladores ou ar condicionado pode ajudar a reduzir a transpiração e manter o ar circulando.
Se esses remédios caseiros não ajudarem a aliviar os sintomas da erupção cutânea, converse com seu médico sobre as possíveis opções de tratamento. Cremes esteróides tópicos, anti-histamínicos e medicamentos antifúngicos são tratamentos potenciais para casos mais graves.

Como confirmar o diagnóstico

Se você suspeitar que tem uma erupção cutânea, a melhor maneira de confirmar seu diagnóstico é visitar seu médico. Seu médico pode realizar um exame físico e fazer perguntas sobre seus sintomas para ajudar a determinar se a erupção cutânea é a causa provável. Em alguns casos, seu médico também pode solicitar exames de laboratório ou exames de imagem, como um raio-X, para descartar outras causas de seus sintomas.

Quais são as causas da erupção cutânea?

A erupção cutânea, também conhecida como calor espinhoso ou miliária, ocorre quando o suor fica preso sob a pele e fica irritado. A erupção cutânea é mais comumente causada pelo uso excessivo de roupas em clima quente, permanência em um ambiente úmido ou exercícios em clima quente. Certas condições médicas também podem levar a um risco aumentado de desenvolver erupção cutânea, incluindo diabetes e doenças cardíacas. Além disso, certos medicamentos, como corticosteróides, anti-histamínicos e diuréticos, podem aumentar o risco de desenvolver brotoejas.


A erupção cutânea é especialmente comum em bebês e crianças pequenas, pois suas glândulas sudoríparas ainda estão se desenvolvendo e são mais propensas a ficarem bloqueadas e reter o suor sob a pele. Os bebês também têm maior probabilidade de superaquecer e, às vezes, superaquecer rapidamente devido à sua incapacidade de regular a temperatura do corpo de forma eficaz.
Estar exposto ao calor e umidade excessivos também pode causar brotoejas. Clima quente, exposição direta à luz do sol ou sentar em um carro quente podem aumentar o risco de desenvolver erupção cutânea. Além disso, as pessoas que trabalham em ambientes quentes e úmidos podem ter maior risco de desenvolver brotoejas devido à exposição prolongada a altas temperaturas.
É importante observar que a erupção cutânea também pode ser causada por qualquer atividade que faça com que o corpo fique excessivamente quente e suado. Isso inclui usar roupas pesadas em climas quentes, tomar banhos ou duchas quentes ou sentar-se em um local fechado por um longo período de tempo.

Como a erupção cutânea pode ser tratada?

A erupção cutânea pode ser tratada de várias maneiras. O primeiro passo é sair do calor e entrar em um ambiente fresco e seco. Manter a área afetada limpa e seca também é essencial para evitar mais irritações e infecções. A aplicação de uma fina camada de loção de calamina ou creme de hidrocortisona pode ajudar a aliviar a coceira e as sensações de queimação. Se necessário, um anti-histamínico pode ser tomado para ajudar a reduzir a inflamação e o desconforto.
Em casos mais graves, antibióticos podem ser prescritos para prevenir a infecção. No entanto, os antibióticos geralmente não são recomendados para casos leves de brotoeja. Para melhores resultados, é importante consultar um médico para determinar o melhor curso de tratamento para sua situação individual.
Também é importante evitar coçar a área afetada, pois isso pode agravar ainda mais a pele e levar à infecção. Em alguns casos, compressas frias podem ser usadas para ajudar a reduzir a inflamação e o desconforto. Além disso, é útil usar roupas leves e soltas que permitam a circulação de ar ao redor da área afetada. Isso ajudará a manter a pele seca e fresca e ajudará a evitar mais irritações.
Finalmente, se possível, evite ambientes quentes e úmidos até que a erupção esteja totalmente curada. Isso ajudará a reduzir a chance de uma recaída. Com os devidos cuidados e tratamento, a erupção cutânea deve desaparecer rápida e completamente.

A evidência científica é caracterizada pela sua natureza empírica, apoiando-se em observações e dados mensuráveis ​​para apoiar ou refutar hipóteses. O método científico, uma abordagem sistemática de investigação, orienta os pesquisadores na formulação de questões, na condução de experimentos e na obtenção de conclusões. Esta metodologia garante que os resultados sejam repetíveis, verificáveis ​​e sujeitos a revisão pelos pares, promovendo a transparência e a fiabilidade.