Garganta inflamada: sintomas, causas e tratamento

A dor de garganta pode ser incrivelmente desconfortável e irritante, deixando você desconfortável e com dor. Existem muitos tipos diferentes de dor de garganta, cada um com seu próprio conjunto de sintomas e causas. Embora muitas dores de garganta possam ser tratadas com remédios caseiros, algumas podem exigir cuidados mais especializados. Nesta postagem do blog, exploraremos os diferentes tipos de dor de garganta e como tratá-los. Discutiremos causas comuns, sintomas e como aliviar o desconforto da dor de garganta. Também veremos quando é hora de visitar um médico para tratamento adicional.

Sintomas

As dores de garganta podem variar de pequenos aborrecimentos a condições dolorosas que dificultam a deglutição. Os sintomas comuns de dor de garganta incluem dor ou desconforto ao engolir, sensação de ter algo preso na garganta, coceira ou irritação na garganta, secura na garganta, gânglios inchados no pescoço, rouquidão e, às vezes, febre. Se você tiver dificuldade para respirar, estiver tossindo com muco amarelo ou verde, tiver gânglios linfáticos aumentados no pescoço, manchas brancas na garganta ou febre superior a 101 graus Fahrenheit, procure atendimento médico imediatamente.

Causas

A dor de garganta pode ser causada por vários fatores, desde infecções virais ou bacterianas até irritantes ambientais. Causas comuns de dor de garganta incluem:
Infecções virais: As infecções virais são a causa mais comum de dor de garganta. Vírus como influenza, resfriado comum e mononucleose são todos conhecidos por causar dores de garganta. Esses vírus também podem levar a outros sintomas, como congestão, tosse, espirros e febre.
Infecções bacterianas: Strep garganta é o tipo mais comum de infecção bacteriana que causa dor de garganta. Geralmente é acompanhada por gânglios linfáticos inchados no pescoço, febre e dificuldade para engolir. Outros tipos de infecções bacterianas que podem causar dores de garganta incluem amigdalite, difteria e crupe.
Alergias e irritantes: alérgenos como poeira, pêlos de animais, mofo e pólen podem causar irritação e inflamação na garganta que leva a dor de garganta. Outros irritantes ambientais, como fumaça de cigarro e poluição do ar, também podem causar irritação e dor na garganta.
Refluxo ácido: O refluxo ácido ocorre quando o ácido do estômago volta para o esôfago, causando uma sensação de queimação na garganta. Essa sensação de queimação costuma ser chamada de azia e pode causar dor de garganta se for recorrente.
Certos alimentos e bebidas: Comer ou beber alimentos e bebidas muito quentes ou muito frios pode causar irritação na garganta e causar dor de garganta. As bebidas alcoólicas também podem ter um efeito de secagem na garganta, o que pode causar dor.

Garganta inflamada
Garganta inflamada

Tratamento

Quando se trata de tratar uma dor de garganta, existem muitas opções disponíveis. É importante observar que as dores de garganta geralmente desaparecem por conta própria em 7 a 10 dias. No entanto, se seus sintomas forem graves, existem alguns tratamentos que podem ser usados.
Medicamentos de venda livre, como ibuprofeno ou acetaminofeno, podem ajudar a reduzir a dor e a inflamação. Além disso, você pode usar pastilhas ou sprays para aliviar a garganta e reduzir o desconforto. Gargarejar com água salgada (1/2 colher de chá de sal em 8 onças de água morna) ou usar um umidificador também pode ajudar a aliviar os sintomas.
Em alguns casos, antibióticos podem ser necessários se a dor de garganta for causada por uma infecção bacteriana. Os antibióticos não ajudarão nas infecções virais, pois elas terão que seguir seu curso. Para casos mais graves, um esteróide pode ser prescrito para reduzir a inflamação.
É importante falar com seu médico antes de tomar qualquer medicamento para dor de garganta. Eles podem recomendar o melhor plano de tratamento para o seu caso individual.

Prevenção

Prevenir uma dor de garganta pode ser tão simples quanto fazer algumas mudanças no estilo de vida.

  1. Evite contato com pessoas com dor de garganta ou outras doenças contagiosas, como resfriado comum.
  2. Lave as mãos com frequência e evite tocar no rosto ou no nariz, pois é uma maneira fácil de espalhar germes.
  3. Beba muitos líquidos para manter a garganta úmida e hidratada. Chá morno com mel ou um copo de água morna com limão pode ajudar a aliviar o desconforto.
  4. Evite atividades que possam ressecar sua garganta, como falar por longos períodos de tempo ou gritar.
  5. Descanse o suficiente, faça refeições saudáveis ​​e reduza o estresse o máximo possível, pois todos esses fatores podem afetar seu sistema imunológico e torná-lo mais suscetível a doenças.
  6. Se você fuma, pare. Fumar aumenta o risco de ter dor de garganta devido à irritação que causa na garganta e nas vias aéreas.
  7. Evite a poluição do ar e outros irritantes ambientais, como produtos químicos de limpeza ou perfumes que podem irritar a garganta e aumentar a inflamação.
    Seguir essas etapas pode ajudar a prevenir dores de garganta e mantê-lo mais saudável em geral.

Quando consultar um médico

Se você estiver com dor de garganta que parece não melhorar com remédios caseiros, ou se tiver outros sintomas como dificuldade para engolir, febre, dor intensa, gânglios inchados ou manchas brancas na parte de trás da garganta, é importante consultar um médico para diagnóstico e tratamento adequados.
Seu médico pode querer fazer um esfregaço na garganta para determinar se há uma infecção bacteriana presente. Nesse caso, eles provavelmente prescreverão antibióticos. Seu médico também pode solicitar exames de sangue ou exames de imagem se suspeitar de uma causa subjacente de sua dor de garganta.
Em alguns casos, a dor de garganta pode ser um sinal de um problema de saúde mais sério. Se você tiver alguma dificuldade para respirar, dor no peito ou dor persistente no pescoço, é importante procurar atendimento médico imediatamente.

Know More

A evidência científica é caracterizada pela sua natureza empírica, apoiando-se em observações e dados mensuráveis ​​para apoiar ou refutar hipóteses. O método científico, uma abordagem sistemática de investigação, orienta os pesquisadores na formulação de questões, na condução de experimentos e na obtenção de conclusões. Esta metodologia garante que os resultados sejam repetíveis, verificáveis ​​e sujeitos a revisão pelos pares, promovendo a transparência e a fiabilidade.

1 comentário em “Garganta inflamada: sintomas, causas e tratamento”

Os comentários estão encerrado.