H.pylori: o que é, sintomas, como contrair e tratamento

H. pylori (Helicobacter pylori) é um tipo comum de bactéria que vive no estômago e pode causar úlceras e outros problemas digestivos. É uma infecção muito comum, estima-se que afete cerca de metade da população mundial. Embora muitas vezes não cause nenhum sintoma, também pode levar a uma série de problemas digestivos diferentes. Nesta postagem do blog, veremos o que é H. pylori, seus sintomas, como você pode obtê-lo e os tratamentos disponíveis.

O que é H. pylori?

Helicobacter pylori, mais comumente conhecido como H. pylori, é um tipo de bactéria que pode infectar o estômago e o intestino delgado. É uma das infecções mais comuns no mundo e estima-se que afete até metade da população mundial. Embora muitas vezes seja inofensivo, algumas pessoas podem apresentar sintomas ou complicações.
H. pylori pode ser encontrado em muitas partes do corpo, incluindo saliva, bile e leite materno. É normalmente encontrado no estômago, mas também pode viajar pelo sistema digestivo até o intestino delgado. Geralmente não causa problemas, a menos que colonize ou cresça demais no estômago.
H. pylori pode sobreviver no estômago porque se adaptou ao ambiente altamente ácido e produz uma enzima chamada urease. Essa enzima ajuda a quebrar a camada protetora de muco do revestimento do estômago e a se ligar às células do revestimento, o que pode levar à inflamação e outras complicações.

Como você pega H. pylori?

H. pylori é uma bactéria que vive no trato digestivo e pode causar muitos problemas diferentes. É mais frequentemente transmitido através do contato direto com uma pessoa infectada, como quando ela espirra ou tosse e as gotículas do nariz e da boca entram na sua boca. Isso pode ocorrer quando você está compartilhando alimentos ou bebidas, ao beijar alguém com a infecção ou através do contato com objetos contaminados, como assentos sanitários e maçanetas. Você também pode correr o risco de contrair H. pylori se consumir alimentos ou água contaminados pela bactéria. Em casos raros, pode ser transmitida através de transfusões de sangue.
A presença de H. pylori pode ser detectada por meio de vários testes, incluindo teste respiratório, exame de sangue, exame de fezes ou amostra de tecido coletada durante uma endoscopia. Se você for diagnosticado com H. pylori, é importante trabalhar em estreita colaboração com seu médico para desenvolver um plano de tratamento que funcione melhor para você.

H.pylori
H.pylori

Sintomas de H. pylori

H. pylori pode causar uma ampla gama de sintomas, que podem variar de pessoa para pessoa. Os sintomas mais comuns são dor ou desconforto estomacal, inchaço, arrotos ou arrotos, náusea, perda de apetite e sensação de saciedade rapidamente após as refeições. Outros sintomas podem incluir vômitos, azia e mau hálito. Em alguns casos, H. pylori pode causar úlceras pépticas que podem causar dor na parte superior do abdome que pode piorar quando o estômago está vazio. Se a úlcera estiver sangrando, isso pode causar fezes escuras ou pretas.
Se você tiver algum desses sintomas, é importante consultar um médico para um diagnóstico. Um médico pode fazer testes como um exame de sangue, um teste de amostra de fezes ou um teste respiratório para verificar a presença da bactéria H. pylori em seu sistema. O tratamento para H. pylori geralmente envolve uma combinação de antibióticos e outros medicamentos.

Tratamento para H. pylori

H. pylori é tratada com antibióticos e outros medicamentos. O curso exato do tratamento depende da gravidade da infecção, bem como das características individuais do paciente.
Os antibióticos são usados ​​para matar as bactérias que causam infecções por H. pylori. Uma combinação de dois ou mais antibióticos, como claritromicina, amoxicilina e metronidazol, pode ser usada para reduzir o risco de resistência da bactéria ao tratamento. Os inibidores da bomba de prótons (IBPs) também podem ser prescritos para reduzir o ácido estomacal, permitindo que os antibióticos sejam mais eficazes. Em alguns casos, o subsalicilato de bismuto também pode ser usado para ajudar a reduzir o ácido estomacal.
Em casos mais graves, a cirurgia pode ser necessária para remover o tecido danificado causado pela infecção. A cirurgia geralmente é recomendada apenas para pacientes que não responderam aos tratamentos com antibióticos.
É importante seguir as instruções do seu médico para o tratamento e terminar o curso completo de antibióticos prescritos. Também é importante tomar medidas para prevenir a reinfecção, como evitar fontes de água e alimentos contaminados e praticar uma boa higiene.
Se você acha que pode ter sido infectado com H. pylori ou está apresentando algum dos sintomas associados à infecção, é importante consultar um médico para diagnóstico e tratamento.

Know More

Perguntas Frequentes H. pylori?

O que é H. pylori?

H. pylori, ou Helicobacter pylori, é um tipo de bactéria que pode infectar o estômago e o intestino delgado. Pode causar sintomas como dor abdominal, azia, inchaço e náusea. Em alguns casos, pode levar a complicações graves, como úlceras e até câncer de estômago.

Como você pega o H. pylori?

Você pode se infectar com H. pylori através do contato com uma pessoa infectada, alimentos ou água contaminados ou contato direto com um objeto infectado. Pessoas com sistema imunológico enfraquecido ou falta de higiene são mais propensas a serem infectadas.

Há algum sintoma de H. pylori?

O sintoma mais comum de H. pylori é dor ou desconforto abdominal. Outros sintomas podem incluir náuseas, vômitos, azia, inchaço, arrotos, perda de apetite, mau hálito e perda de peso.

Qual é o tratamento para H. pylori?

O tratamento para H. pylori geralmente inclui uma combinação de antibióticos e outros medicamentos, como inibidores da bomba de prótons (IBPs). Se a infecção não for tratada, pode causar complicações mais graves, como úlceras e câncer de estômago.

Existem riscos associados ao H. pylori?

Existem alguns riscos associados às infecções por H. pylori, incluindo um risco aumentado de câncer de estômago e úlceras duodenais. As pessoas imunocomprometidas também podem estar em risco de complicações mais graves da infecção.

A evidência científica é caracterizada pela sua natureza empírica, apoiando-se em observações e dados mensuráveis ​​para apoiar ou refutar hipóteses. O método científico, uma abordagem sistemática de investigação, orienta os pesquisadores na formulação de questões, na condução de experimentos e na obtenção de conclusões. Esta metodologia garante que os resultados sejam repetíveis, verificáveis ​​e sujeitos a revisão pelos pares, promovendo a transparência e a fiabilidade.