Metotrexato: para que serve, como usar e efeitos colaterais

O metotrexato foi aclamado como uma droga milagrosa para pacientes com câncer. Ele tem sido usado na quimioterapia desde a década de 1950 e hoje ainda é um dos pilares dos regimes de tratamento do câncer. Esta postagem no blog explicará o que é o metotrexato, como usá-lo e os efeitos colaterais associados a ele. Também discutiremos por que o metotrexato é tão importante para pacientes com câncer e por que é considerado uma “droga milagrosa”.

O que é metotrexato?

O metotrexato é um medicamento usado para tratar uma variedade de condições de saúde, incluindo câncer, artrite reumatóide e psoríase. Atua bloqueando a produção de certas proteínas e enzimas que são essenciais para o crescimento das células. Isso pode ajudar a reduzir o tamanho dos tumores e diminuir a inflamação nas articulações afetadas.

O metotrexato é um medicamento imunossupressor, o que significa que reduz a atividade do sistema imunológico para ajudar a impedir que o corpo se ataque. Está disponível como uma pílula ou uma injeção.
O metotrexato tem sido usado para tratar o câncer desde a década de 1950 e ainda hoje é comumente usado em combinação com outras drogas para tratar muitas formas de câncer, incluindo mama, pulmão, cabeça e pescoço, linfoma, leucemia e mieloma múltiplo. Também é usado para tratar certos tipos de psoríase e artrite reumatóide.

Como usar o metotrexato?

1. Artrite Reumatóide: O metotrexato é a pedra angular no tratamento da artrite reumatóide. Ajuda a suprimir a resposta imune hiperativa que leva à inflamação e danos nas articulações. Pode melhorar a função articular, reduzir a dor e retardar a progressão da doença.

2. Psoríase: O metotrexato também é prescrito para controlar a psoríase grave, uma condição crônica da pele caracterizada por rápido crescimento celular e inflamação. Ajuda a controlar o crescimento das células da pele, reduzindo a descamação e a vermelhidão associadas à psoríase.

3. Artrite Idiopática Juvenil (AIJ): Este medicamento é usado em crianças com AIJ, uma forma de artrite que afeta indivíduos com menos de 16 anos. Pode ajudar a aliviar dores e inflamações nas articulações, melhorando a qualidade de vida de pacientes jovens.

4. Doença inflamatória intestinal: O metotrexato é ocasionalmente prescrito para doença de Crohn e colite ulcerativa, dois tipos de doença inflamatória intestinal. Ajuda a reduzir a inflamação no trato digestivo e pode levar à remissão em alguns casos.

5. Certos tipos de câncer : o metotrexato ainda é usado como agente quimioterápico no tratamento de certos tipos de câncer, incluindo leucemia, linfoma e doença trofoblástica gestacional.

Efeitos colaterais do metotrexato

Como muitos medicamentos, o metotrexato pode ter efeitos colaterais. É essencial estar ciente desses efeitos potenciais e discutir quaisquer preocupações com o profissional de saúde. Nem todo mundo vai experimentar esses efeitos colaterais, e alguns podem ser mais comuns do que outros. Aqui estão alguns dos efeitos colaterais associados ao metotrexato:

1. Sintomas gastrointestinais : podem incluir náuseas, vômitos e perda de apetite. Tomar o medicamento com alimentos ou antes de dormir pode ajudar a aliviar esses sintomas.

2. Fadiga : O metotrexato pode causar fadiga em alguns indivíduos. É importante descansar e ouvir o seu corpo se sentir esse efeito colateral.

3. Função hepática : O metotrexato pode afetar a função hepática, portanto, o monitoramento regular das enzimas hepáticas é essencial.

4. Supressão da Medula Óssea : Isso pode levar a uma diminuição dos glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas. Este efeito é monitorado de perto com exames de sangue.

5. Aumento da sensibilidade ao sol : O metotrexato pode tornar sua pele mais sensível à luz solar, por isso é crucial usar protetor solar e roupas de proteção quando estiver ao ar livre.

6. Efeitos pulmonares : Em casos raros, o metotrexato pode causar problemas pulmonares. Se você sentir tosse persistente ou dificuldade para respirar, é importante procurar atendimento médico.

7. Imunossupressão : embora isso faça parte do efeito pretendido do medicamento para condições autoimunes, também pode torná-lo mais suscetível a infecções. É essencial evitar contato próximo com indivíduos doentes e relatar imediatamente qualquer sinal de infecção ao seu médico.

Como usar o metotrexato:

O metotrexato pode ser administrado de várias maneiras, dependendo da condição a ser tratada e das necessidades específicas do paciente. É crucial seguir as instruções do médico com precisão e comunicar quaisquer preocupações ou dúvidas sobre o plano de tratamento. Aqui estão algumas orientações gerais:

1. Comprimidos orais : Para muitas condições, o metotrexato é tomado por via oral na forma de comprimidos. É importante tomar a dose prescrita exatamente conforme as instruções, geralmente uma vez por semana. Geralmente, é melhor tomá-lo no mesmo dia da semana para estabelecer uma rotina.

2. Injeção : Em alguns casos, especialmente quando são necessárias doses mais altas, o Metotrexato pode ser administrado por injeção subcutânea. Isso geralmente é preferido se o medicamento causar efeitos colaterais gastrointestinais quando tomado por via oral.

3. Dosagem : A dosagem varia de acordo com a condição a ser tratada, peso, idade e saúde geral do paciente. O médico determinará a dosagem apropriada para cada indivíduo.

4. Monitoramento : Check-ups regulares e exames de sangue são essenciais para monitorar a eficácia do medicamento e quaisquer possíveis efeitos colaterais. Isso ajuda o médico a ajustar o plano de tratamento, se necessário.

5. Suplementos de Ácido Fólico : O metotrexato pode esgotar o corpo de ácido fólico, que é essencial para várias funções corporais. Portanto, os suplementos de ácido fólico são frequentemente prescritos juntamente com o metotrexato para mitigar esse efeito.

Quem pode usar metotrexato?

O metotrexato é um medicamento com ampla gama de aplicações, e seu uso é determinado pela condição médica a ser tratada. Aqui estão algumas das condições para as quais o metotrexato pode ser prescrito:

  1. Artrite Reumatóide: O metotrexato é comumente prescrito para adultos com artrite reumatóide (AR). Ajuda a controlar os sintomas de inflamação, dor e rigidez nas articulações em pessoas com esta condição autoimune.
  2. Psoríase: O metotrexato pode ser usado para tratar a psoríase grave, uma condição crônica da pele caracterizada por rápido crescimento celular e inflamação. Ajuda a controlar o crescimento das células da pele e reduz a descamação e a vermelhidão.
  3. Artrite idiopática juvenil (AIJ): O metotrexato às vezes é prescrito para crianças com AIJ, uma forma de artrite que afeta indivíduos com menos de 16 anos. Pode ajudar a controlar a dor e a inflamação nas articulações nesses pacientes jovens.
  4. Doença Inflamatória Intestinal (DII): Em certos casos, o Metotrexato pode ser usado para tratar a doença de Crohn e a colite ulcerosa, dois tipos de doença inflamatória intestinal. Ajuda a reduzir a inflamação no trato digestivo.
  5. Certos tipos de câncer: o metotrexato ainda é usado como agente quimioterápico para certos tipos de câncer, incluindo leucemia, linfoma e doença trofoblástica gestacional.
  6. Gravidez ectópica: o metotrexato pode ser usado para tratar gravidezes ectópicas, em que um óvulo fertilizado se implanta fora do útero, geralmente em uma trompa de Falópio.
  7. Artrite Psoriática: Este medicamento também pode ser prescrito para artrite psoriática, um tipo de artrite que ocorre frequentemente em indivíduos com psoríase.
  8. Lúpus: Em alguns casos, o metotrexato pode ser usado para controlar certos sintomas de lúpus, uma doença autoimune que pode afetar várias partes do corpo.
  9. Vasculite: O metotrexato pode ser usado para tratar certas formas de vasculite, que envolve a inflamação dos vasos sanguíneos.

É importante observar que o metotrexato é um medicamento prescrito e seu uso deve ser determinado por um profissional de saúde qualificado. A decisão de usar metotrexato depende do histórico médico específico do indivíduo, da gravidade de sua condição e dos benefícios e riscos potenciais do tratamento. Nem todos com essas condições serão necessariamente prescritos com metotrexato, e tratamentos alternativos também podem ser considerados.

Além disso, certos fatores podem influenciar se uma pessoa pode usar metotrexato, como condições médicas existentes, medicamentos atuais, alergias e estado de gravidez ou amamentação. É crucial ter uma discussão completa com um profissional de saúde antes de iniciar qualquer novo medicamento, incluindo o metotrexato, para garantir sua adequação e segurança para sua situação específica.

Know More

Perguntas frequentes metotrexato?

O que é metotrexato?

O metotrexato é um medicamento usado há muitos anos para tratar várias formas de câncer, distúrbios autoimunes e outras condições. É classificado como um antimetabólito, o que significa que atua no metabolismo das células, bloqueando a síntese de certas proteínas necessárias para o crescimento e desenvolvimento celular.

Quem pode usar metotrexato?

O metotrexato é geralmente prescrito para adultos com mais de 18 anos que têm câncer ou um distúrbio autoimune grave. Geralmente não é recomendado para crianças ou mulheres grávidas.

Quais são os efeitos colaterais do metotrexato?

Os efeitos colaterais mais comuns do metotrexato incluem náuseas, vômitos, diarreia, fadiga, erupções cutâneas e feridas na boca. Também pode causar danos ao fígado, perda de cabelo, infertilidade e danos aos pulmões. Efeitos colaterais menos comuns incluem baixa contagem de células sanguíneas, tontura e aumento do risco de infecção.

Como usar o metotrexato?

O metotrexato geralmente é tomado por via oral uma vez por semana em forma de comprimido. Também pode ser injetado em uma veia ou músculo uma vez por semana. Em alguns casos, é administrado por infusão durante várias horas. É importante seguir cuidadosamente as instruções do seu médico ao usar metotrexato.

Há algum cuidado especial no uso do metotrexato?

Sim, ao tomar metotrexato é importante manter-se hidratado e evitar o consumo de álcool. Seu médico também pode recomendar tomar suplementos de ácido fólico para ajudar a prevenir alguns dos efeitos colaterais. Você também deve fazer exames de sangue regulares para monitorar sua função hepática e contagem de glóbulos brancos.

A evidência científica é caracterizada pela sua natureza empírica, apoiando-se em observações e dados mensuráveis ​​para apoiar ou refutar hipóteses. O método científico, uma abordagem sistemática de investigação, orienta os pesquisadores na formulação de questões, na condução de experimentos e na obtenção de conclusões. Esta metodologia garante que os resultados sejam repetíveis, verificáveis ​​e sujeitos a revisão pelos pares, promovendo a transparência e a fiabilidade.